quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Segundo Concurso - Quadras de S. Martinho

Com o objetivo de promover o gosto pela escrita e desenvolver a criatividade dos alunos, a Biblioteca Municipal, lançou o segundo concurso "Quadras de S. Martinho", destinado aos alunos do concelho do 1º, 2º e 3º ciclos.
Concorreram ao concurso 46 trabalhos: 26 do 1º ciclo, 2 do 2º ciclo e 18 do 3º ciclo. Os prémios dos três trabalhos vencedores de cada ciclo, conforme regulamento do concurso,  foram entregues na Feira de S. Martinho, realizada no dia 11 de Novembro na Escola E B 2, 3 de Santa Marta de Penaguião, com a presença da Senhora Vice-. Presidente do Município, o Senhor Vereador do Município, o Senhor Diretor do Agrupamento de Escolas, o responsável pela Biblioteca Municipal, elementos do júri do concurso, pais e toda a comunidade escolar, que nesse dia participaram na Feira se S. Martinho realizada pelo Agrupamento de Escolas.
Os melhores trabalhos pertenceram a: Rita Rebelo Marques da escola do 1º ciclo do Assento, Gisela Maria da Conceição Gouveia, do 2º ciclo e a Cecília Pereira de Sá do 3º ciclo.
A todos os que se interessaram e participaram no concurso, a Biblioteca Municipal, espera  que continuem a aderir com entusiasmo a este tipo de iniciativas literárias, que de ano para ano, vai tendo maior participação

As Quadras vencedoras:
1º Ciclo
Querido S. Martinho,
Dá-nos um dia de solzinho
Para comermos castanhas
E furarmos o pipinho.

S. Martinho cortou a capa
Para a poder partilhar
Também nos deu um lindo dia
Com o sol a brilhar!

No dia de S. Martinho
Põem-se castanhas a assar.
Para se comerem quentinhas
Num jornal têm que se embrulhar.

2º Ciclo
Vi o sol a nascer no céu
Era dia de S. Martinho
Saltei para fora da cama
Para fazer um magustinho.

Castanhas quentinhas
Ao lume e a estalar
Nós vamos assá-las
Até nos fartar.

Eu mais os meus amigos
Vamos a uma castanhada
O castanheiro está no souto
No meio de uma tapada


3º Ciclo
Num dia muito chuvoso
Nem o sol se avistava
Era muito que chovia
Era bastante o que pingava

Estava um corajoso soldado
Em cima de um cavalo
Encontrou um mendigo
E tentou levantá-lo

Pegou na sua capa
E na espada também
Cortou-a a meio
E partilhou-a muito bem

Sem comentários:

Publicar um comentário